sábado, 4 de julho de 2009

Espiral

Espiral

Não existe caminho fora daqui

Mesmo que seja um espiral

Voltado para o umbigo

 

Volta-se em torno de si

Curvilinha bumerangue que só volta

Arremessada contra si

E em si se cruza

Bifurcação da mesma linha

 

Não há caminho dentro daqui

O externo e o interior é o mesmo

Caixa chia da própria caixa

Vazia da caixa mesma

 

A vida e a caixa

A vida pulsa na caixa

Os caminhos da vida

São a própria caixa

A duração da caixa é a vida

Simbiose abstrata

 

Não há caixa fora daqui

Encerrada na vida e na caixa

A soluções e os caminhos

Bifurcações que retornam à vida

Dentro da caixa

Cíclica e espiralada linha

 

A linha bumerangue

Rechicoteia nas paredes da vida

Cai no piso da caixa

Sobre as soluções catadas

Cacos juntinhos, mosaico

De vida, caminhos, vida e caixa

 

©Marcos Pontes

Um comentário:

Bea - Compulsão Diária disse...

E dentro racha a delicadeza, o desejo de acertar o passo a passo de um destino mosaico