sábado, 6 de dezembro de 2008

Sherazade

Quando tua ausência vem,
Conto cem histórias pra mim
Até acalmar a loucura do sultão
Que abala minha certeza
Até o sono ir daqui
Espantar a morte deste berço
Profano sonho, até acordar
Tuas mil e uma noites.
Era uma vez minha falta
Na dúvida do teu trono,
Te amo

3 comentários:

Joe_Brazuca disse...

Ela vem, Ela vai...e volta de novo, novamente...
baci...muito bom, Poetisa !

Nina Araujo disse...

Adoro estes versos e não somente porque adoro a poeta, mas porque são lindos!
Beijos,
Nina.

http://imaginosapoesia.blogspot.com/

Jota disse...

Eae Bea, na pazzz??
Afiadíssima e afinadíssima como sempre! :-) Parabéns!!

Abração procê!