segunda-feira, 20 de abril de 2009

Creole e ela

Na madrugada o miado
Insistente música
Compulsão sonora

Ela insiste e teima
E há de fazer poesia
Costurando os sons
De Cesária e creole
Letras, língua e fonemas
Entrelaçados
Tricô de palavras

Do outro lado das janelas
Silêncio e escuridão
O silêncio ecoa cá
O escuro ilumina a África
Que se espalha da sala ao quarto

Nada que não há
Deixará de nada ser
Nas palavras que ela cata
E traça renda
Labirinto negro de olhos azuis


MyFreeCopyright.com Registered & Protected

2 comentários:

Compulsão Diária disse...

tricô de palavras = tecida poesia.
 
Que lindo, Marcos!
 
Um abraço. 
 
Nydia

Compulsão Diária disse...

Creole ela Yamore Ilha Loucura Bela